Para TVE digital, Governo envia projeto à Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara

Campo Grande (MS) – O deputado federal Elizeu Dionízio (PSDB-MS), representante da bancada de MS na Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara Federal, recebeu das mãos do secretário chefe da Casa Civil, Sérgio de Paula, e do diretor-presidente da Rádio e TV Educativa, jornalista Bosco Martins, o projeto “Estado Digital Inteligente”, que sistematiza todas as etapas de conversão dos sinais analógicos das emissoras do governo para o sistema digital.

SERGIO1

O projeto de modernização e expansão da TV Educativa e Rádio Educativa 104 FM deve ser executado e concluído até 2018, conforme o Decreto 5.820/2006, que trata do apagão da TV analógica. Elaborado pela direção e equipes técnicas da RTVE, o projeto foi incluído no Plano Plurianual (PPA) do Estado e deve ser executado com recursos alocados por meio de emendas parlamentares individuais e de bancada, além de operações de crédito com contrapartida do Estado.

Na primeira etapa serão necessários cerca de R$ 5 milhões na compra e instalação de transmissores e reativação dos canais em 23 municípios. De acordo com o secretário chefe da Casa Civil, por orientação do governador Reinaldo Azambuja, o cumprimento do marco regulatório começa a deslanchar em razão da “vontade política” do governo e da bem sucedida articulação com as bancadas estadual e federal. “O governador estabeleceu uma parceira muito produtiva com os deputados estaduais e federais e os senadores. O fato do deputado Elizeu Dionizio fazer parte da Comissão que trata da Ciência, Tecnologia, Comunicação e Informática cria condições favoráveis à captação desses recursos”, destacou Sérgio de Paula.

VEJA OFÍCIO ENCAMINHADO AO DEPUTADO ELIZEU DIONIZIO

Segundo o diretor-presidente das emissoras do Estado, Bosco Martins, o empenho de todas as partes envolvidas garantiu a entrega já do projeto ao Executivo. O prazo, segundo o Plano de Gestão compromissado pela equipe do governador Reinaldo Azambuja, seria dezembro. Como o projeto envolve a alocação de recursos por meio de emendas parlamentares e operações de crédito, a antecipação favorece a tramitação e prazos.

O planejamento e encaminhamento foram trabalhados pelo secretário de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, o chefe da Casa Civil, Sérgio de Paula, e o secretário de Administração, Carlos Assis, que compõem o Conselho de Gestão.

“São Sete etapas. Já estamos restabelecendo o sinal analógico em 25 cidades. Na segunda etapas serão construídos os abrigos dos transmissores digitais. No processo de modernização as emissoras serão equipadas. A reorganização estrutural prevê o aparelhamento do Centro de Operações Jornalísticas e a Central Técnica de Rádio Digital. Superada essa fase, vamos atingir 54 municípios, disse Bosco Martins.

Segundo o diretor-presidente da RTVE, o que facilita é o fato do Estado já possuir a outorga da concessão de canais no interior, que serão reativados ainda no sistema analógico para então se proceder à conversão. Bosco acredita que “o empenho do governo e a eficiência das equipes vão assegurar condições para as emissoras do Estado atenderem ao marco regulatório até o prazo do “switch off” do sinal analógico em 2018”.

O processo de modernização da RTVE inclui também melhoria do conteúdo, “até porque a migração para o Alto Padrão Brasileiro de TV Digital compreende recepção e transmissão fixa, móvel de portátil com acesso à interatividade”.

Segundo o deputado Elizeu Dionizio, na era digital é fundamental “alinhar o conteúdo dentro das exigências e da mudança de comportamento, diante de um processo irreversível no uso diverso dos receptores de TV e os dispositivos móveis, cada vez mais voltados para as necessidades e demandas do público, formado pelo telespectador e internauta”.

“Nosso desafio se resume em buscar a melhor e mais eficaz forma de transmitir conteúdos. A digitalização garante transmissão de qualidade em qualquer cidade e a orientação do governador Reinaldo Azambuja é que todo o Estado seja coberto pelos sinais das emissoras do governo, com a missão de levar a toda população de Mato Grosso do Sul as informações sobre as ações do governo e notíci9as de interesse e de utilidade pública, além da difusão da cultura e do conhecimento, contribuindo assim na formação crítica do cidadão”, finaliza Bosco Martins.